La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / QUEÍSMOS E DESRAZÕES

 Imprimir  Recomendar
  [C:570925]

Se é certo:
Que a fila anda,
Que as freiras possuem, também, orelhas;
Que as águas não são as mesmas por sob a ponte;
Que a lua É..., embora suas fases, e não necessita aparecer;
Que o encanto dura até achegada dura da dura realidade;
Que a semana começa no domingo e não na segunda-feira;
Que se prefere a vida mesmo incerta à morte, impar e certeira.

Por que diabos,
Sigo mirando velhas fotografias,
Voltando às origens, rebuscando memórias,
À beira de caminhos, interrogando-me,
Quando já sei a resposta - Por quê.
Ou não sei...

Mas, se a caso te digo a quem amo, me dirás tu o que se passa a mim,
Que vivo a gastar o latim e a secar tinteiros - Atrevida, a observar
Doces lagrimas, feios sorrisos, alegrias e decepções, a esperança de refugiados, a fé de quem acredita, sem poder escolher a sorte.
Entre rotinas penso que poetizo, segura de que a morte está parida.

Então,
Nestes queísmos e desrazões,
Tem cura para este insano coração.

Texto agregado el 10-08-2016, y leído por 41 visitantes. (2 votos)


Lectores Opinan
2016-08-11 00:24:53 Puede no haber cura para un loco corazón, ¿pero quien desea curarlo? seroma2
2016-08-10 21:48:35 Para el corazón dolido casi siempre hay cura, a veces hay que saber esperar, saludos ***** ome
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]