La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / AS MARAVILHAS DO MEU COMPANHEIRO (Série Crônicas)

 Imprimir  Recomendar
  [C:483239]

Um, dois, três, quatro, cinco!

Porém, em primeiríssimo lugar quero dizer que, incorreria, eu, em injustiça se de inicio não frisasse sua fidelidade e companheirismo nesses cinco maravilhosos anos em que tenho com ele compartilhado minha rotina na qual, e para esta, estamos sempre juntos.

Tem sido assim: independentemente da hora e local, sem que me pergunte quando vamos regressar; ficando, ele, por umas quantas horas sob intempérie a minha espera e sem queixas, confesso que até me dá pena,

Se vamos às compras nunca diz: - Não! Tampouco jamais o peguei com cara de aborrecido quando passo além das contas;

Quando viajamos, justo nesses momentos, é que me sinto importante, ainda que seja indo para casa de minha santa mãezinha ele se mostra correspondente, não se enfada nem mesmo como o choro e caprichos infundados do caçula, também, não muda os CDs ou as rádios que prefiro ouvir durante o trajeto;

Se por algum motivo algo não sai como se esperava, ignora minhas raivas e desequilíbrios momentâneos, silencioso comparte comigo os meus desabafos e lamentos;

Nunca me grita;

Cumpre com suas obrigações, com muito bom ânimo, sempre que requerido prontamente comparece, para cima ou para baixo, a bem da verdade para todas as direções o manobro eu, a meu bel prazer;

Mais além de todas essas excepcionalidades, tratando-se de suas necessidades e inclinações, acredite-me, as quantidades de álcool que lhe vai bem, a meu critério sou eu, euzinha, quem as dito, e ainda que ele fique pelas tampas não se põe impróprio em público, ao contrário chega ainda mais longe;

Devo confessar ele me é imprescindível, e dele tenho ciúmes;

Se por um desses eventos do dia a dia sobreviesse a necessidade de nos separar agora, ainda que de forma amigável, se desarranjaria minha vida diária.

E digo mais o meu primeiro sutiã, a primeira regra, meu primeiro namorado, meu primeiro amor, meu primeiro salário, minha primeira vez, meu primeiro filho..., terão que se ajustar e deixar lugar para o meu primeiro Zerinho, fiel e companheiro, assumirá o pódio mais alto.

Pese a que, ele é 1.0.

Não obstante, ele é meu, êta-marca boa!!

Texto agregado el 03-08-2011, y leído por 134 visitantes. (1 voto)


Lectores Opinan
2011-08-03 17:16:33 se meu fusca falasse...mmm teria muito o que contar rsrs...mas no final das contas, qual era a marca? rsss...muito bom, hibrida, um texto leve, divertido, original...***** nocheluz
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]