La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / SE EU PARTISSE HOJE...

 Imprimir  Recomendar
  [C:478882]

Por um motivo ou outro se tenta neste plano fixar raízes aqui ou ali, porém, existem os de espírito nômade creio pertencer à segunda classe!

Enquanto as caixas vão sendo espalhadas nos cômodos da casa, e nelas sendo acomodadas umas tantas coisas, pra mais uma mudança...

Aos poucos entre a desordem a nostalgia se apresenta fazendo o pensamento divagar, encontrando-se com velhos questionamentos... E, embora, se tenha a certeza que um dia o Dia D, chega, ou seria melhor dizer o dia M, pra ir acostumando... Bom, de A à Z, não importa, já que há notoriedade e inevitável são certas partidas, especialmente a que nos subtrairá toda matéria.

Mas, se eu partisse hoje...! Que levaria comigo?

Seguramente o que me é caro, e que se encerrará comigo e em mim, levarei:
A imagem veladora e carinhosa dos meus pais e de todos os amigos por certo seguirei necessitando de faróis;

Com prazer e pela satisfação em ser mãe, levarei: a recordação de cada momento, particular, a cada filho, tais como, o som agradável de seus balbuciares e de suas primeiras palavras, a imagem de cada gesto dos doze primeiros meses dessas vidas, principalmente, a lembança dos primeiros passos tão cambalenates quanto decisivos, o gosto salobro de suas salivas caídas por acaso em minha boca, gargalhadas, a recordação das suas caretas no degustar das primeiras experiências gastronômicas, seus sorrisos de surpresas, os olhares de vergonha quando surpreendidos em erros, a lembrança de suas alegrias, a textura de suas presenças desde muito gravadas e sentidas no âmago do meu ser...

O perfume de um ramalhete de rosas em suas diversas cores;

O som do farfalhar das palmas de babaçus a cobrir os refugios de minha infância. Palhas tecidas a luz do luar, que se encrespavam com o sopro dos ventos vindos de um mar em cujas águas joguei como oferendas as fantasias de meus sonhos juvenis;

A alegria de um banho de chuva;

O ímpeto de minha coragem e medos;

A poesia das canções e a melodia dos seus versos;

Se eu partisse hoje...,
Em suma, levaria a intensa fidelidade dos meus sentimentos!

Texto agregado el 23-05-2011, y leído por 115 visitantes. (2 votos)


Lectores Opinan
2011-05-24 00:33:55 continua a escrever com a alegria de uma chuva,da A a Z mas quando você chega a M de Murov ... remove-la... é amargo e arruinar seroma
2011-05-23 22:13:26 Votaron uno y no te lo dicen a la cara. Yo sí lo haré: 1* para este chubasco de morcilla literaria. Murov
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]