La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / OUTRA VEZ A VIDA... (Prosa)

 Imprimir  Recomendar
  [C:448176]

Assim num sem esperar ou prévio aviso,
E incluso, excluindo-se, todas as previsões;
De repente, um estalido...,
Súbito e violento tremor fez revolver tudo!

Meio a rodamoinhos de pesares,
A desventura de sentimentos em desalinho
Ante aos abalos convulsivos, sob cuja subordinação,
Via-me indefenso ao me faltar o solo firme da confiança.

Remoinhava no centro da voragem intima, abalroando-me,
Com os conceitos e valores, os vendo ser avidamente abatidos
Em arena de uma contenda desarrazoada, quão humilhante!

Um misto de imaturidade e rebeldia mutilou-me, a moral, resvalei!
Capenga por sobre as ruínas da imprevidência chorei os escândalos
Da minha falta de reflexão e os efeitos do meu orgulho ferido!

Não obstante,
Assim como antes...
De repente, sem que se espere,
Recalcitrante a Vida, fez passar sua lista de presença;
Chamando-me à atenção, fazendo-se ouvir: “Aponta-te”!

- Sob mira se tem os monturos ensejando trabalho, oportunizando reciclagem e câmbios de valores -, Sem a contabilidade das deficiências ou coleta de dívidas.

Enquanto o soprar beneficente da Vida aliviava-me as dores,
Secando-me os suores e lágrimas – Amenizando meu enredo;
Branda qual brisa fez virar páginas, num suscitar de novas historias...

De repente, um estalido...,
Súbito e violento tremor fez revolver tudo,
Outra vez a Vida ensinando-me, a viver!

Texto agregado el 31-03-2010, y leído por 111 visitantes. (0 votos)


Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]