La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / DEVANEANTE. (PROSA)

 Imprimir  Recomendar
  [C:380559]

O que é isso?

Que me faz
Vagar nas brechas do tempo,
Percorrer o vazio do espaço,
Sondar o que sou;
Desalinhar o pensamento;
Sonhar com o que se foi;
Desejar tudo e nada;
Buscar a mim,
Sem me encontrar!

Quando tudo
Se funde
Já não sou,
Não quero,
Nem sonho!
E no vazio de um tempo qualquer
Embrenho-me, em desalinho, o meu ser.

Toma-me o medo, querendo me conduzir
Entanto, desvencilha-me do medo a liberdade
Liberta dos temores corro como dantes,
Nos caminhos pegadas dos meus pés descalços
E pelas nuvens os rastros dos meus pensamentos.

Pelos prados e colinas vagueio
E me encanto com toda a criação que
Parece me festejar, num brotar constante.
Orvalham-se meus olhos maravilhados ante
A contemplação desse mundo, onde me despejo,
E a ele me integro numa entrega mística e completa.
Admiro-me da mansuetude do instante, enquanto o arrebol penetrante se entranha em meu ser - O que é isso...!
Em êxtase não sei quem fui
Ou o que serei Apenas sou...
Assim inexplicável, emaranhado,
Explicitado, em letras e sonhos - Devaneante!

Texto agregado el 20-11-2008, y leído por 116 visitantes. (1 voto)


Lectores Opinan
2008-11-20 21:28:58 mirá, entendí. ^^ HErmoso escrito. BEiju Will_Quisbert
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]