La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / MANSUETUDE LÚGUBRE.

 Imprimir  Recomendar
  [C:314597]

Quantas vidas!
Passam apressadas, quase não dá para lhes prestar atenção.
São vidas em cores:
Amarelas, negras, vermelhas, brancas, pardas e as pálidas também a se destacar.
Umas seguem tristes e outras a gargalhar.
Muitas estão solitárias, algumas se fazem acompanhar.
Expressando-se, cada uma delas, de me modo muito peculiar
Gesticulam, falam, sorriem, umas e outras suas lagrimas a disfarçar.

Contudo, todas seguem céleres ostentando seus apetrechos.
Suas mochila, pastas, valises, sacos e sacolas são como as vidas, multicoloridas.
Destacando-se por suas belezas, fortalezas ou por estarem rotas.
Muitos deles se mostram tão cheios, enquanto, alguns extremamente vazios.
O que neles carregam, tais vidas, quem sabe...
Mas, seguro é que essas vidas carregam consigo sonhos e dissabores.

Aceleradas as vidas multicolores passam cruzando as direções.
Esbarrando-se, não obstante, o sentido de cada uma delas parece o mesmo seguir e seguir. E muito pouco dessas vidas se pode perceber na grande multidão.
Nesse torvelinho de tantas vidas suas graças e desgraças, que lhe parecem eternas, também, embora não se perceba, lhes passam velozmente.

E por fim lhes chega em sua mansuetude lúgubre a morte ceifando a seu turno uma a uma essas vidas.

Texto agregado el 02-10-2007, y leído por 108 visitantes. (3 votos)


Lectores Opinan
2007-10-02 23:49:39 Aunque sabes que no lo entiendo todo, sí casi todo. Y que siempre me suena a música. sereira
2007-10-02 19:29:37 Surrealistas imágenes on-line
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]