La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / DIÁLOGO COM AS SOMBRAS.

 Imprimir  Recomendar
  [C:292938]

- Januário seu imbecil buscaste um parapeito muito largo. Como pretendes...?

- Já não consigo mais te ouvir, deixa-me, por favor!

- Como posso deixar-te se és tu quem me procuras, sempre e sempre? Eu já nem tenho descansado por tua causa estou sempre às voltas O que te passa homem? Agora que estou contigo roga-me para que eu te deixe. Não! Quero que tomes coragem e que acabes com essa tua indecisão.

- Januário, ouve-me!

- E tu quem és?

- Aqui é melhor, anda vamos conversar.

- Lá vai o covarde desistir outra vez! Não vês que a platéia aumenta a cada segundo? É o teu momento triunfal Ouve o teu nome sendo gritado pela multidão! Estão todos ansiosos, não me digas que vais decepcionar a todos.

- E, tu, também, achas que não tenho coragem? Vou dizer que não há cabra mais macho: fui eu quem pulou no rio para salvar aquela velhinha; passei tanta necessidade, mas, quando vieram me oferecer para comandar àquele batalhão de crianças lá no morro, fui eu quem disse não ao Betão o chefe do aliciamento de menores daquelas bandas. Quando vi amigos se indo enfrentei a tristeza e batalhei sozinho nas lides diárias, além de... Mas, agora já não dá, não aguento mais!

- Lá vai o chorão, anda logo pula!

- Januário, tu tens dado ouvido à malevolência, sofrido por conta da vaidade, te acreditas vitimado, porque tens te alimentado com a ingratidão e estreita é a simbiose entre ti e o egoísmo. Não obstante, nenhum, dos teus méritos foi esquecido. Ergue-te.

- Isso é conversa pra tolo dormir. Avia-te! Agora, sim vais ficar só, porque com toda essa tua demora e covardia o povão já está se indo.

- Eh, a senhora é...!

- Sou eu mesma. Por que não desces daí?

- Não pode ser, a senhora morreu meses depois do acidente do rio.

- Em realidade, estou ainda mais viva.

- Bom dia! Como está se sentindo?

- Onde estou?

- O Senhor está no sanatório de Três Corações e eu sou o Tonho, estou aqui para acompanhar a sua recuperação.

- Eu pulei?

- Felizmente, não!

- Olá, Januário, com quem você estava conversando?

- Com o Tonho, claro!Não estás vendo?

- Ah, com o Tonho, sei... Muito bem, já acabou o banho-de-sol.

- Pra onde estás me levando?

- Não se faça o louco comigo claro que é lá pra dentro do xilindró.

- Idiota, não pulaste, mas empurraste, lá de cima, a autoridade...

- Tu outra vez... - Tonhooooooooo

- Calma, meu amigo, estou aqui.
E, tu, vai de retro...

Texto agregado el 31-05-2007, y leído por 175 visitantes. (0 votos)


Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]