La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / MÃOS VAZIAS

 Imprimir  Recomendar
  [C:211962]

Em suas mãos não traziam:
Nem ouro;
Nem incenso;
Nem mirra.

Nos corações tampouco havia amor ou preocupação.

Mãos vazias e mentes ávidas por utopias efêmeras que serviram de alavancas à uma grande devastação...

Em realidade não se fazia necessário às mãos cheias, nem mesa lauta.

Conquanto sempre será imprescindível aos corações estarem transbordantes de elevados valores, sem dissímulo, emanando a mais grata satisfação na arte de bem receber.

E por analogia - Um filho é, com primazia, convidado reservado, que trás em si atributos que de antemão não são dados a ninguém conhecer. Objetivando não acanhar aquém está a recepcionar.

Bem receber - é legado de vida, um vislumbre do caráter do anfitrião.

Texto agregado el 08-06-2006, y leído por 129 visitantes. (0 votos)


Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]