La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / VERSO DE MEUS DIAS

 Imprimir  Recomendar
  [C:211048]

VERSO DE MEUS DIAS


Quisera escrever um poema onde não sujeitaria
As palavras à medida ou à cadência.
Todavia seus versos, com garbo eu rechearia.
Sutilmente lhes ordenaria de modo a contar:
Das historias a tradição e sua evolução;
Das vidas - seus donos e sonhos - seus prazeres;
Dos contos seu ponto peculiar - dos seus autores suas trajetórias.

Quisera apenas uma singela poesia compor.
As unidades rítmicas desse poema, também,
Eu não submeteria a nenhuma retórica.
Poucas palavras me bastariam.
Para de maneira lúdica em forma de poesia e em versos contar:
Do meu prazer de quando estou com contigo;
Do doce mel provado em teus lábios.

Porém sem nada saber somente me atrevo a escrever.
Não me importando o gênero de minha composição
Se minhas palavras traduzem eloqüência ou se são prosaicas.
Sinceramente quisera apenas saber a arte de compor e criar.
E a ti poder falar:
Que quando me estreitas, em teus braços, pleno é gozo de sentir-me tua.
O êxtase desse momento me faz sonhar e de prazer ouso gritar.

Tu me encantas vida minha.
És para mim como minhas poesias És verso livre,
Não metrificado sem atender a outros critérios
Senão as pausas espontâneas do movimento lírico de nossas vidas.
Contudo, também, és verso grave - Inteiro.
Muito te quero verso de meus dias.

Texto agregado el 05-06-2006, y leído por 161 visitantes. (0 votos)


Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]